segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Quelimane terá estúdio de gravação de música


UM estúdio de gravação de música será instalado ainda este mês na cidade de Quelimane com vista a catapultar os novos talentos emergentes na arena música para outros níveis e reanimar o velho sonho de investigação e produção de música tradicional da Zambézia. Os músicos e cantores entrevistados pela nossa Reportagem a propósito do assunto afirmaram que uma nova era se desenha para os criadores culturais na província, uma vez que a falta de estúdio de gravação era um dos principais constrangimentos para revolucionar a música que está a ser produzida pelos jovens cantores, caracterizada pela predominância de conteúdos bem trabalhos sobre a crítica social face a erosão de valores sócio-morais que a sociedade moçambicana enfrenta.

O presidente da Associação de Músicos da Zambézia, Aly Aboobacar, disse à nossa Reportagem que o equipamento, proveniente de França, já se encontra na cidade de Quelimane e que até finais deste mês será montado. A fonte afirmou ainda que o passo seguinte será identificação de três pessoas para serem formadas para manejar o equipamento.

“Alguém virá formar as pessoas e depois disso os músicos locais vão poder gravar com a qualidade necessária e depois os trabalhos serão enviados às editoras para cuidarem do resto; a concretização deste passo constitui uma mais valia para a nossa música”, disse a fonte.

Por sua vez, o cantor Nelo La afirmou a propósito do projecto que o custo de produção vai reduzir. Contudo, chama à atenção a todos os cantores emergentes para aquilatarem as suas capacidades para uma produção de qualidade. “A gente vai fazer todas as bases cá e só levar e negociar a edição; o nível de produção da música em termos de qualidade e qualidade será maior; as obras não serão rejeitadas por falta de qualidade como está a acontecer agora com as editoras”, comentou o nosso entrevistado, que manifestou também o desejo de ver o estúdio com uma gestão profissional e a beneficiar efectivamente os artistas.

Constâncio Elias Valane – ou simplesmente Constâncio – é outro artista a quem abordámos a propósito do estúdio. Afirmou que a província vai crescer musicalmente e apelou aos seus colegas de profissão para encararem com seriedade a carreira musical. “Temos de apostar numa produção de qualidade para conquistar o mercado”, observou. Constâncio é natural de Namacurra e reside actualmente na cidade de Chimoio. Encontra-se em Quelimane a preparar um novo disco, que sairá nos próximos meses.

JOCAS ACHAR


1 comentário: